Siga nossa página no Facebook - facebook.com/esoemfoco

Bem Vindos!
Será celebrada hoje, sexta-feira dia 27 de Março às 19:30 h da noite mais uma missa de oração com cura e libertação celebrada pelo padre Marcelo Araújo na igreja de Nossa Senhora da Piedade.


A Polícia Civil de Goianinha investiga suposto abuso sexual cometido por um pai contra a sua própria filha, uma adolescente de 14 anos, fato ocorrido na cidade de Goianinha-RN. As investigações se iniciaram a aproximadamente 10 dias e vem causando perplexidade devido ao suposto autor do crime de abuso sexual ser o próprio pai da vítima. 

 “Instauramos o inquérito policial e estamos aprofundando as investigações devido a gravidade do crime e as peculiaridades apresentadas no caso que o tornam ainda mais complexo, já que o acusado é o próprio pai da adolescente, que assegura taxativamente ter sido vítima de abuso sexual (atentado violento ao pudor). Estamos realizando diligências na tentativa de encontrarmos elementos comprobatórios da materialidade do crime, pois infrações desta espécie geralmente são cometidas “entre quatro paredes”, sem a presença de testemunhas diretas do crime, dificultando a apuração e formação de provas robustas para o indiciamento do investigado, no entanto, estamos usando instrumentos e técnicas típicas da polícia judiciária para atestar a veracidade da gravíssima acusação imputada ao investigado/pai da vítima” explicou o Delegado Titular de Goianinha Wellington Guedes.

No ESO do VNT Online
A Promotoria de Justiça da Comarca de Arez expediu recomendação ao prefeito do Município orientando a identificação e posterior exoneração, no prazo de trinta dias, de todos os ocupantes de cargos comissionados, função de confiança ou função gratificada, existentes no âmbito do Poder Executivo desse Município, que detenha relação de parentesco consanguíneo, em linha reta ou colateral, ou por afinidade, até o terceiro grau, com o prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, dentre outros cargos que caracterize o nepotismo cruzado.

Dentre outras orientações do MPRN, O Município de Arez deverá também promover a rescisão dos contratos realizados por tempo determinado, para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, de pessoas que sejam parentes até o terceiro grau em linha reta, colateral e por afinidade de quaisquer das pessoas ocupantes dos cargos já citados.

De acordo com a Recomendação, o prefeito deverá remeter à Promotoria da Comarca, em até dez dias após o termino do prazo de trinta dias, cópia dos atos de exoneração e rescisão contratual que correspondiam às hipóteses já referidas, bem como declaração de todos os servidores ocupantes de cargos comissionados, funções de confiança e funções gratificadas no Poder Executivo do Município de Arez, esclarecendo se possui ou não parentesco com qualquer das pessoas ocupantes dos cargos mencionados na Recomendação.



MPRN
O prefeito de Jundiá/RN cidade a 8 km Espírito Santo, Beto de Isaías (PMDB) divulgou na tarde de hoje em sua página no Facebook que após vários dias tentando, hoje em Natal, consegui falar com a diretoria do setor responsável pelo análise de água da região onde ficou agendado para segunda-feira (30/03) uma comissão do laboratório da CAERN indo a fonte abastecedora do município de Jundiá!

DO BLOG,

Bom seria se a mesma análise fosse feita em Espírito Santo/RN, visto que a qualidade da água está péssima!


O caso de violência doméstica chocou a África do Sul. Um homem pensou que sua esposa estava tendo um caso e decidiu se vingar colocando supercola na vagina da mulher.
O marido, de 40 anos, ameaçou a mulher de 45 anos com um facão e a obrigou a se despir. “Ele me mandou deitar e abrir as pernas e, em seguida, tirou supercola e aplicou na minha vagina. Eu chorava e implorava para ele parar, mas ele não parecia se importar”, contou a esposa para a imprensa local.
“Eu não sei o que faria um homem que ama uma mulher a fazer isso com ela”, completou.
A esposa tentou remover a cola, porém ela não será capaz de ter relações sexuais novamente e sofre de dores terríveis.
Ela queria que ele fosse preso, mas tem medo do marido ir atrás dela.
“Eu queria prestar queixa, mas ele fugiu e não foi visto desde o incidente”, disse.
O Globo



O Secretário de Estado da Saúde Pública, Ricardo Lagreca, decretou epidemia de dengue no Rio Grande do Norte. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa, no início da tarde desta sexta-feira (27), no gabinete do Secretário. Diante desse quadro, Ricardo Lagreca informou que a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) intensificará as ações de combate à doença.
O cenário epidêmico foi decretado em função do aumento significativo no número de notificações: do início deste ano até esta sexta-feira, foram notificados 6.902 casos suspeitos de dengue, o que representa um aumento de 169,82% em comparação ao mesmo período do ano passado. Deste total, houve 523 confirmações da doença. O prazo para diagnóstico laboratorial é de 60 dias.
Os municípios que mais notificaram foram: Natal (1868), Currais Novos (508), Parelhas (404), Parnamirim (368), Cerro Corá (243), Acari (230), Ceará-Mirim (213) e São Gonçalo (199). Quanto aos óbitos no estado, desde o início do ano até o momento, foram notificados 7 casos suspeitos, dos quais um foi confirmado.
Lagreca enfatizou que o controle da dengue é uma responsabilidade de todos. “É preciso que a população participe ativamente tanto na prevenção dos possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, vetor da doença, quanto na denúncia desses focos, por meio do Disque Denúncia ou on line, por meio do Observatório da Dengue”. O número de telefone para denúncia é 0800 281 4031 e o site do Observatório é www.telessaude.ufrn.br/observatoriodadengue.
Para intensificar as ações de vigilância, prevenção e controle da dengue e febre do Chikungunya, a Sesap recebeu R$ 542 mil, além do recurso da Vigilância, em Saúde recebido mensalmente, e o total de municípios do estado recebeu uma quantia de R$ 2.773.000,00, de acordo com a Portaria nº 2.757, de 12/12/14, do Ministério da Saúde.
Para combater a dengue no RN, a Sesap vem realizando diversas ações, com destaque para a realização de capacitações para agentes de combate às endemias, visitas aos municípios para prestar apoio técnico, além da operação de UBV (carro fumacê) em Currais Novos, Natal, Acari, Parelhas e Carnaúba dos Dantas, conforme os critérios estabelecidos em nota técnica elaborada pelo Programa. Entre as próximas ações previstas estão a reativação do comitê interinstitucional de combate à dengue, reunião com as regionais de Saúde para discutir medidas de prevenção e controle da dengue, na próxima terça-feira (31), no Cefope, realização do Fórum Estadual sobre Controle e Prevenção da Dengue com a participação dos secretários municipais de Saúde, COSEMS, Federação dos Municípios do RN (FEMURN) e Conselho Estadual de Saúde (CES), e UFRN na quarta-feira (1), no Hotel Praiamar, e capacitação em bloqueio de caso para os municípios da Grande Natal em abril.
O Programa Estadual de Controle da Dengue da Sesap chama a atenção para os cuidados com relação a possíveis criadouros do mosquito, orientando para que a população fique alerta às medidas de prevenção, entre elas: manter as caixas d’água e outros recipientes de armazenamento de água fechados; não deixar água acumulada sobre a laje ou calhas; manter a lixeira fechada e não acumular lixo em locais impróprios; colocar areia nos vasos das plantas, entre outras.


Blog do BG:
Os medicamentos com preço controlado deverão sofrer um reajuste médio entre 5,40% e 5,90% a partir da próxima terça-feira, 31 de março. O índice foi calculado pelo Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), com base nos fatores da fórmula de reajuste publicados nesta quinta-feira (26) pela Secretaria-Executiva da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) no Diário Oficial da União.
Repetindo a tradição, a secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Assistência Social (SETHAS) de Jardim de Piranhas distribuirá peixes para a Semana Santa, na quinta-feira santa (02), às famílias de baixa renda irão receber a senha entregue pelos agentes comunitários de saúde nos bairros.
Serão cinco mil quilos de peixe doado gratuitamente pela prefeitura de Jardim de Piranhas. Para o prefeito Elídio Queiroz a tradição não pode ser quebrada. “Iniciei em 2013 e vou levar até o final do nosso mandato. Quero que todo mundo que não pode comprar tenha o peixe da Semana Santa”, disse Elídio.



Temendo uma derrota no Congresso, a presidente Dilma Rousseff decidiu editar nesta terça-feira uma medida provisória para garantir a aprovação da política de valorização do salário mínimo antes de 1º de maio, quando se comemora o Dia do Trabalhador. Com a popularidade em queda livre, a presidente fez um apelo para que os parlamentares aceitassem a proposta via canetada presidencial.

Ao editar a medida provisória, Dilma garante que o texto possa imediatamente entrar em vigor e supera a queda de braço travada no Congresso em torno da proposta. No último dia 10, o texto-principal de projeto de mesmo teor do editado pela presidente foi aprovado, mas faltava a análise de uma emenda que elevaria os gastos do governo em um momento de corte de gastos: a que estenderia a correção aos benefícios de aposentados e pensionistas - medida proposta pela oposição que foi descartada na MP editada nesta tarde.

Em entrevista nesta manhã, o ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) afirmou que a extensão dos critérios adotados com o mínimo é inconstitucional e destacou que cada ponto percentual de aumento no reajuste dos aposentados teria um impacto fiscal de 2 bilhões de reais nas contas da Previdência.

Embora tenha adotado uma posição dura contra o governo desde que assumiu a presidência da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) cedeu à pressão e decidiu retirar de ofício as emendas ao projeto, dando lugar à medida provisória. "Eu pautei um projeto de salário mínimo, não de previdência. As emendas estavam contaminando o objetivo da proposta. Nós não queremos que seja uma coisa por emenda ou aproveitando da oportunidade possa contribuir para ser esse o discurso para acabar com o ajuste fiscal", disse Cunha.

Depois do envio da MP, a única forma de estender o reajuste a aposentados ou pensionistas é por meio de uma nova emenda - que a oposição já se articula para apresentar.

A decisão do chefe da Câmara foi alvo de críticas de deputados da oposição. "Ao retirar o projeto da política de salário mínimo, ele retira aquilo que já foi discutido amplamente e que já foi votado. Estou vendo um acordão com o governo. O presidente nos pegou de surpresa. É um conluio a quatro mãos, desfazendo uma decisão do parlamento e dando aval a uma medida provisória do governo que não altera em nada ao que já foi feito na Casa", disse o líder do PPS, Rubens Bueno (PR). "A partir de agora muda a nossa relação pela palavra quebrada pelo presidente da Casa", continuou.

Na avaliação do líder do DEM, Mendonça Filho (PE), "o governo editou uma medida provisória porque sentiu o cheiro da derrota ao reajuste dos aposentados". "Não tem como ficar satisfeito [com a decisão de Eduardo Cunha]. Minha aposta é a do Parlamento autônomo. Eu fico muito incomodado com essa lógica de que a gente vira correia de transmissão do Planalto. O governo passou por cima de um projeto editando uma medida provisória", disse. E ironizou a aproximação de Cunha com o Planalto: "Espero que esse seja um amor passageiro".

Uma nova política de valorização de salário mínimo é necessária porque a regra atual vale somente até o fim deste ano. A lei em vigor determina que o mecanismo de atualização do salário mínimo seja calculado com a correção da inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior, mais a variação do PIB de dois anos anteriores. A MP valerá somente a partir de 2016.

No ESO da VEJA
chuvas mais intensas devem continuar ao menos até o dia 10 de abril, especialmente nos municípios da região Central e Seridó. A zona de convergência deve se deslocar em direção à região Seridó, e por isso as precipitações naquela área serão mais frequentes e intensas, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).



O pãozinho de todas as manhãs deverá ficar mais salgado no mês que vem. O preço do pão deverá subir até 12% em abril no país, de acordo com entidades que representam os fabricantes do setor, em razão das recentes altas do dólar e da energia elétrica.
Nos últimos 12 meses, o pão subiu 5,40%, de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial. Apenas em fevereiro, a alta foi de 1,23%. O dólar cotado acima dos R$ 3 – moeda base para a compra do trigo importado– e o aumento nas tarifas de energia elétrica forçam o custo da indústria, que logo deverá repassar o aumento ao consumidor, afirmam fabricantes.


ESO Publicidades