RN EM FOCO

RIO GRANDE DO NORTE EM FOCO

RIO GRANDE DO NORTE EM FOCO
RIO GRANDE DO NORTE EM FOCO
Últimas Notícias
recent

Parabéns Espírito Santo-RN pelos seus 55 Anos - CT Berg Locutor


HISTÓRIA:

O povoado começou as margens do rio jacu com o nome de cana brava, em terras pertencentes ao município de Goianinha. Atribui-se o nome de cana brava, a existência abundante as margens do rio jacu de um capim que tinha esse nome. Câmara Cascudo em seu livro, “ Nomes da Terra”, editado em 1968, já afirmava que a povoação de cana brava á margem do rio, já existia em março de 1835.
A localidade chegou à condição de distrito, com o nome de Cruz do Espírito Santo em dezembro de 1877, dizia-se que o nome de Cruz do Espírito Santo, a construção de uma capela em homenagem a Nossa Senhora da Piedade, padroeira do município, já existente em 1866.
Devido a “ lei do menor esforço” o nome de Cruz do Espírito Santo foi abreviado para espírito Santo. Em 4 de Janeiro de 1962, pela lei nº 2.726, no governo Aluízio Alves, foi criado o município de Espírito Santo na micro região litoral sul e na mesorregião leste potiguar, o qual foi desmembrado do município de Várzea. O primeiro prefeito foi o Senhor Pedro Figueiredo Sobrinho, que dirigiu o município de 09 de Janeiro de 1962 à 31 de Janeiro de 1964.
Sua área total corresponde a 143,673 km². Em relação a capital à distância através da BR 101 e estadual  RN-003 é de 76 Km e em linha reta é de 52 Km. Sua população é de 10.475.
Entre os filhos de espírito Santo, destacamos duas pessoas ilustres: o professor  João Tibúrcio da Cunha Pinheiro, famoso educador com projeção estadual, considerado o “ Mestre de Gerações” e  orgulho do magistério do RN, nascido no ano de 1845, no sítio jardim; e Anselmo Pegado Cortez ( a 21 de Abril de 1914 e faleceu no dia 24 de Fevereiro de 2006), filho de Lindolfo Pegado Cortez e de Filonila Teixeira Cortez. Anselmo foi jurista de renome no estado do Rio Grande do Norte, teve longa e brilhante carreira no mundo das leis.

Leia na íntegra a lei que criou o município:

LEI Nº 2726, DE 4 DE JANEIRO DE 1962
Cria o município de espírito Santo, O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: FAÇO SABER, que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono à seguinte lei;
Art 1º - é criado o município de ESPIRITO SANTO, desmembrado do de VÁRZEA.
Art 2º - O município de que se ocupa a presente Lei tem os seguintes limites: com o município de GOIANINHA; a partir do ponto em que a linha intermunicipal, na fronteira com o município de PEDRO VELHO; segue em sua linha reta pelas linhas divisórias dos engenhos “ BOSQUE” e “JARDIM”,  daí, em linha reta, até o lugar “CARNAUBA DA SAIA”,  na divisória intermunicipal com o município de AREZ, seguindo pela referida divisória, até a barra do “BABATINGA”, no município de SÃO JOSÉ DE MIPIBU; daí, noutra linha reta, passando pelo povoado do “JUNDIÁ DE CIMA”, exclusive, até o lugar “UMNA”, inclusive, seguindo pelo riacho do “UMBÚ” em direção à sua nascente até a linha intermunicipal com o município de NOVA CRUZ.
Art 3º - A instalação do novo município dar-se-á  a 1º de Janeiro de 1962, cabendo a administração a um prefeito de livre nomeação do Governador do Estado, até a realização das eleições para este cargo e para o de vice-prefeito e vereadores, na conformidade da legislação vigente.
Art 4º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Palácio da Esperança, em Natal, 4 de Janeiro de 1962, 73º da República
ALUIZIO ALVEZ
Túlio Augusto Fernandes de Oliveira ( Publicado no DOERN do dia 5 de Janeiro de 1962).

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.